Análise de DRE: Como usar no planejamento orçamentário

Análise de DRE: Como usar no planejamento orçamentário
Publicado em 13/06/2017 - Atualizado em 03/11/2021 | Análise de Dados

A DRE, Demonstração do Resultado do Exercício, é um dos documentos mais importantes da gestão de uma empresa. Através deste relatório, os gestores conseguem ter uma visão clara sobre a situação da instituição, se está gerando lucro ou operando no prejuízo.

A DRE leva em consideração as atividades operacionais e não-operacionais, receitas da empresa, seus custos, despesas, impostos e depreciação de patrimônio para obter no final o lucro líquido da companhia. Sua montagem é feita com base no regime de competência, não segundo o regime de caixa.

O relatório é orientado pela lei 6404/76, no artigo 187, e exigido para empresas de capital aberto, divulgando de forma mais transparente o andamento dos negócios e como os recursos estão sendo empregados. A depender dos resultados obtidos, a instituição pode conseguir mais acionistas e investidores. 

Porém as empresas que não se enquadram nesse aspecto também se beneficiam ao elaborar o documento, pois têm mais clareza do seu estado econômico e podem tomar decisões mais eficientes para se desenvolver ou retomar o crescimento.

 

Por que analisar a DRE?

Tão importante quanto elaborar a DRE é entender o que os resultados querem dizer, por isso é de suma importância que os gestores analisem o documento com frequência, para que possam elaborar planos de ação ou ajustar as estratégias de modo a atingir os objetivos determinados.

Vale ressaltar que a DRE é estruturada com os dados acumulados de períodos, podendo ser trimestral, semestral e anual (a mais comum), porém a análise deve ser feita em períodos menores para ser mais efetiva.

A empresa pode analisar as despesas com serviços, produtos, operacional e correlacionar com a receita obtida no período e com a projetada, para traçar metas para um gerenciamento financeiro e um planejamento orçamentário mais eficiente. 

 

Tipos de análise da DRE

Normalmente, a DRE é analisada de duas formas: horizontal e vertical. Na análise horizontal, é possível comparar a evolução do demonstrativo de um período para o outro, acompanhando se houve mudanças em determinados custos e despesas ao longo do tempo.

Já a análise vertical permite realizar a comparação entre uma linha e outra, ou seja, comparar despesas e receitas específicas dentro de um mesmo período. Assim, é possível verificar qual despesa, imposto ou custo impacta mais a gestão da empresa, com base nas receitas.

Há outros tipos de análise e formas de ler a DRE, que varia de acordo com cada gestão. Realizar a análise de DRE é muito importante para avaliar os rendimentos financeiros e os gastos da empresa, por isso muitos gestores utilizam os valores do relatório para realizar a projeção orçamentária. 

 

DRE no planejamento orçamentário

Ao realizar a análise de DRE, é possível utilizar esses valores e projetá-los no planejamento financeiro, ajustando as despesas de acordo com as necessidades da empresa. Desta forma, os gestores avaliam os custos, determinam a receita pretendida e ajustam as despesas, investimentos e outros valores para atingir a meta determinada no planejamento.

Contar com as informações da DRE facilita o trabalho de elaboração deste planejamento, pois são levados em consideração dados já realizados, sendo necessários poucos ajustes para a nova estratégia.

Esse formato de planejar, por histórico, porém nem sempre é aplicável, em especial nos períodos em que os resultados da companhia são muito fora do comum ou houve mudanças bruscas no cenário em que a empresa está inserida.

 

Tornando a análise mais ágil e eficiente

Muitas vezes, a DRE (e o planejamento orçamentário) é feita em planilhas eletrônicas, mas o processo não é ágil e ainda fica suscetível a erros. Uma fórmula errada ou um número digitado de forma incorreta altera completamente os dados, além de ser muito difícil de identificar a falha para corrigi-la.

Enquanto isso, decisões são tomadas com base em informações equivocadas, levando a estratégias que não refletem a realidade da empresa.

Por isso, muitas instituições estão utilizando um software de gestão orçamentária para realizar a análise de DRE de forma mais eficiente e ainda planejar e acompanhar o orçamento com mais agilidade e transparência.  

O planejamento orçamentário fica mais detalhado nessas plataformas, pois é possível projetar os números de vendas e RH, além de criar inúmeros modelos de despesas e receitas e cenários econômicos que facilitem a tomada de decisão dos gestores.

O acompanhamento da performance também é viabilizado através de relatórios e dashboards de fácil execução, sem falar da rápida criação de apresentações com dados atualizados em tempo real diretamente no software. 

Há modelos que possuem gestão matricial de despesas, mapas estratégicos e a criação e acompanhamento de indicadores de desempenho e planos de ação. 

Vale a pena pesquisar a ferramenta que mais se encaixa no perfil da sua companhia e solicitar uma demonstração. 

 

Leia Também

Principais recursos para uma apresentação de relatório eficiente

13/10/2021

Principais recursos para uma apresentação de relatório eficiente

Há várias formas de apresentar os resultados de uma empresa. No entanto, é cada vez mais importante e relevante aproveitar ferramentas que tornem as idas e vindas entre aplicativos menos recorrentes. [Leia mais]

A importância dos relatórios gerenciais para empresas de capital aberto

05/10/2021

A importância dos relatórios gerenciais para empresas de capital aberto

Todas as empresas de capital aberto devem apresentar relatórios gerenciais em períodos trimestral e anual. Essa exigência torna os resultados mais transparentes e acessíveis, além de prevenir ações fraudulentas na bolsa. [Leia mais]

Apresentação de resultados: 3 motivos para montar em um software de planejamento orçamentário

28/09/2021

Apresentação de resultados: 3 motivos para montar em um software de planejamento orçamentário

A apresentação de resultados é necessária para qualquer empresa, independente do seu tamanho ou segmento. É neste momento que os gestores mostram à diretoria executiva o desempenho das estratégias traçadas e têm, entre os objetivos, esclarecer a situação econômico-financeira do negócio. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.