Projeção por histórico: 5 dicas para melhorar a gestão orçamentária da sua empresa

Projeção por histórico: 5 dicas para melhorar a gestão orçamentária da sua empresa
Publicado em 04/08/2016 - Atualizado em 29/04/2021 | Planejamento Orçamentário

Um dos recursos mais utilizados na hora de realizar o planejamento orçamentário, é a projeção por histórico. Portanto, isso não é novidade para os profissionais de gestão e controladoria. Porém, se tal ação não for bem executada, sua gestão financeira pode ficar comprometida.

Da mesma forma que abordamos em outro artigo a respeito do Orçamento Base Zero e como ele é importante para eliminar despesas desnecessárias, a projeção por histórico também tem uma importância muito grande no planejamento financeiro.

É por meio da projeção orçamentária que é possível parametrizar o planejamento estratégico da instituição, definindo as metas e expectativas para o período. É claro que o gestor deverá ter atenção redobrada na análise de DRE, para deixar o orçamento enxuto.

Confira 5 dicas indispensáveis para auxiliar nessa tarefa:

 

Projeção de volumes e custos

Durante o processo orçamentário, é necessário fazer um levantamento minucioso das despesas, para então realizar a projeção dos volumes e custos. Desde maquinário, insumos, materiais, combustível, assim como todos os gastos e investimentos que empresa pretende fazer naquele ano.

Porém, ao realizar tal projeção baseada no histórico, é preciso levar vários fatores em consideração. Se a empresa exporta ou importa produtos, possui filiais em outros estados ou países, se trabalha de acordo com a sazonalidade, entre outros aspectos.

As variantes também devem ser projetadas. Inflação, variações de câmbio, variações de impostos de uma localidade para a outra e uma série de fatores que influenciam indiretamente no orçamento. Assim, é possível se preparar efetivamente para tais despesas e ainda irá complementar o planejamento de investimentos da empresa. 

 

Projeção de folha de pagamento

A instituição que deseja manter o budget ajustado realiza o planejamento de RH. Afinal, a folha de pagamento representa grande parte das despesas da empresa e na projeção de fluxo de caixa, assim é possível visualizar o quanto é impactante nas finanças da empresa.

Portanto, com o auxílio da projeção de histórico, o gestor tem a visão de como foi período passado e a partir dele, pode fazer o planejamento de cada centro de custo da empresa. Nesse caso, planejar as contratações, demissões, dissídio coletivo, férias, bonificações, entre outros encargos comuns ao setor. 

 

Orçamento Colaborativo

Uma prática que auxilia no controle das finanças e uma boa gestão empresarial é o orçamento colaborativo. Por meio dele, cada gestor fica responsável pelo orçamento do seu centro de custo, fazendo com que a equipe fique mais engajada em seguir aquilo que foi determinado.

Afinal, quem melhor para gerir o orçamento de um centro de custo do que as pessoas que trabalham diariamente nele? É uma forma de deixar o budget ajustado de acordo com as necessidades reais e especificas de cada setor e unidade de negócio, ajustando-as à estratégia da empresa. 

 

Análise de performance

Outro recurso utilizado na gestão orçamentária para uma projeção por histórico mais assertiva é a análise de performance. Por meio dela, é possível analisar a evolução do planejado X realizado, assim como os indicadores de desempenho e os planos de ação.

Se ao realizar o forecast, o orçamento estiver apresentando alterações do que foi determinado no planejamento, é possível realizar ajustes para que budget se mantenha ajustado. Com isso, a projeção por histórico mais consistente e condizente para os gestores. 

 

Software de gestão orçamentária

As ferramentas que são utilizadas na projeção por histórico, fazem a diferença. Não é à toa que muitas empresas estão utilizando software de gestão orçamentária para otimizar o processo orçamentário. Tais aplicativos possuem funcionalidades especificas para realizar os recursos citados acima, bem como projeção de cenários, consolidações, projeção de vendas, entre outros.

Além disso, é possível concentrar tudo em uma só ferramenta, minimizando o risco de perda de dados e aumentando a segurança do processo, visto que toda a movimentação fica registrada e precisa ser autorizada pelo administrador.

Ainda há aplicativos de gestão orçamentária com armazenamento na nuvem, que proporciona mais mobilidade ao usuário que pode realizar uma melhor gestão do tempo. Com certeza, vale a pena pesquisar e encontrar o sistema que possui o melhor custo-benefício para a sua empresa. 

       

Leia Também

Fluxo de caixa: o que é e qual sua função na empresa

24/06/2022

Fluxo de caixa: o que é e qual sua função na empresa

O pilar de crescimento de qualquer negócio é uma gestão financeira eficiente, e tudo começa pelo fluxo de caixa. Para manter um desenvolvimento sustentável - e saudável -, ter controle das finanças é essencial. [Leia mais]

Forecast de receitas: tenha mais previsibilidade no orçamento

31/05/2022

Forecast de receitas: tenha mais previsibilidade no orçamento

O forecast de receitas é uma boa escolha para organizações que desejam ter mais controle na área financeira. Ainda, para se diferenciar no mercado, há várias possibilidades para quem aposta na metodologia. [Leia mais]

Tendências corporativas & transformação digital - quais devem ser as prioridades de uma gestão

25/05/2022

Tendências corporativas & transformação digital - quais devem ser as prioridades de uma gestão

Uma empresa que deseja se manter sustentável a longo prazo, precisa acompanhar as tendências e movimentações do mundo corporativo. À medida que a sociedade evolui, a forma como as organizações são vistas deve evoluir também, tornando necessária uma adaptação rápida ao novo. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.