Projeção orçamentária: 4 Dicas para controlar o fluxo de caixa da sua empresa

Projeção orçamentária: 4 Dicas para controlar o fluxo de caixa da sua empresa
Publicado em 23/06/2016 - Atualizado em 09/10/2020 | Planejamento Orçamentário

Mar calmo nunca fez bom marinheiro. O país enfrenta uma grande crise político-econômica, fazendo com que as empresas enfrentem adversidades que levaram um grande número delas à bancarrota. Para enfrentar esse período conturbado, muitas instituições estão recorrendo à ferramentas e ações que minimizem o impacto de tal crise no fluxo de caixa, mantendo assim a saúde financeira das mesmas.

Por isso, o planejamento orçamentário é um recurso indispensável para as empresas que desejam manter o controle das finanças e realizar os investimentos com mais segurança e assertividade. Nesse artigo vamos listar 4 importantes dicas para controlar o fluxo de caixa por meio da projeção orçamentária

 

Planejamento de RH

A folha de pagamento é uma das maiores fontes de despesas da empresa e, portanto, requer atenção extra. Normalmente, as instituições fazem o cálculo da folha e a projeção da mesma no seu planejamento financeiro, deixando passar detalhes importantes.

Não é somente os valores salariais e outras despesas como 13º salário e férias que devem ser projetados. Outros encargos como dissídio coletivo, bonificações, horas extras, insalubridade, entre outros, devem estar presentes no planejamento de RH.

Além disso, é preciso planejar as contratações e demissões da empresa. Ambas causam impacto no fluxo de caixa e se coincidirem com datas de outras despesas, podem comprometer expressivamente as finanças da instituição.

 

Projeção orçamentária de custos e volumes

Quando os gestores realizam a projeção orçamentária, fazem o levantamento de todas as despesas fixas e variáveis, baseando-se normalmente no histórico para desenvolver o planejamento anual. Outras optam por fazer o orçamento base zero, isto é, a partir de uma base zerada e assim, evitar a reincidência de despesas desnecessárias.

Porém, ao fazer a projeção, o gestor deve estar atento às variações inflacionárias, alta ou queda de moeda, sazonalidade, entre outros fatores que podem interferir direta ou indiretamente nos custos e volumes da empresa. Se a instituição possui filiais em outros estados ou países, certamente há variações nos encargos tributários, impostos, despesas com viagens, pedágios, hospedagem, alimentação e uma série de despesas que devem ser cuidadosamente projetadas.

 

Projeção de vendas

Para a projeção orçamentária ser assertiva, é necessário fazer o planejamento de vendas. É nele que os gestores vão poder avaliar os custos, deduções e as despesas de cada produto e pontos de distribuição. Ao realizar a projeção de vendas, é possível verificar se determinada linha de produtos está proporcionando a receita esperada ou deverá sair do mercado. Da mesma forma se alguma loja precisa de melhorias ou se é necessária a compra de algum equipamento.

Tal recurso é muito importante para o planejamento orçamentário, visto que é nessa análise que se identifica despesas, investimentos e ainda se projeta a receita das vendas. Portanto, é fundamental que o gestor faça o planejamento de vendas.

 

Software de gestão orçamentária

Se você já sabia da importância de todas as ações citadas acima, mas tem dificuldade de executar na sua empresa, essa é uma dica importantíssima. Muitas instituições já estão utilizando software de gestão orçamentária para auxiliar na projeção de fluxo de caixa e no planejamento financeiro de unidades e centros de custo.

Além de realizar as ações mencionadas nesse artigo, aplicativos de gestão orçamentária são capazes de realizar análise de performance, para que os gestores possam acompanhar os indicadores de desempenho e até mesmo os planos de ação da empresa. Com o auxílio da ferramenta, é possível realizar a prática de governança corporativa, já que o aplicativo gera relatórios, gráficos, forecast e ainda realiza auditoria de valores, fazendo com que as finanças fiquem mais transparentes para os administradores e investidores.

Além disso, é possível realizar o orçamento colaborativo, fazendo com que cada gestor fique responsável pelo seu centro de custo e assim, o budget fique mais ajustado. A mobilidade que o software de gestão orçamentária proporciona é um ponto crucial para a sua escolha. Nos dias de hoje, é indispensável otimizar o planejamento estratégico da empresa com recursos que possibilitem aos gestores uma melhor performance das ações.

Existem modelos com armazenamento na nuvem, que fazem com que o administrador possa acessar os dados de qualquer lugar com acesso à internet. É mais ágil e seguro, sendo uma excelente opção para as empresas que desejam ter controle orçamentário e ainda mensurar o desempenho do planejado X realizado.

Leia Também

Como o planejamento estratégico ajudou o Olist a expandir seus negócios em 2020

27/10/2020

Como o planejamento estratégico ajudou o Olist a expandir seus negócios em 2020

Crises, incertezas, flutuações na economia e até mudanças repentinas. Os altos e baixos fazem parte do ciclo de vida na gestão de empresas duradouras. E, se por um lado vemos algumas sucumbirem à pressão e às situações adversas, de outro vemos empresas que não apenas resistem às crises, mas se reestruturam e crescem diante delas. [Leia mais]

Ensino Superior: Como evitar erros ao planejar o orçamento de 2021?

20/10/2020

Ensino Superior: Como evitar erros ao planejar o orçamento de 2021?

Não há dúvidas que o setor educacional foi um dos mais afetados pela quarentena e o isolamento social, e o que teve que mais rapidamente se adaptar e buscar soluções. Os desafios foram muitos e os mais resilientes foram os que avançaram na transformação digital de suas instituições. [Leia mais]

Fluxo de caixa: direto versus indireto. Qual é a melhor escolha para o seu negócio?

28/09/2020

Fluxo de caixa: direto versus indireto. Qual é a melhor escolha para o seu negócio?

a Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) é um dos mais importantes instrumentos de análise financeira de uma empresa moderna. Nela, ficam evidentes as principais alterações ocorridas ao longo de determinado período no caixa e no equivalente de caixa. Esses dados permitem que gestores e decisores identifiquem tendências precocemente e ajam com rapidez quando necessário. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.