Planejamento financeiro por base histórica ou base zero?

Planejamento financeiro por base histórica ou base zero?
Publicado em 23/04/2019 - Atualizado em 29/05/2020 | Planejamento Orçamentário

Como sua empresa realiza o planejamento financeiro? Utiliza a base histórica do orçamento anterior para projetar o próximo período ou usa o método base zero, sem utilizar dados históricos?

Não estamos aqui para determinar qual é a melhor maneira, visto que cada corporação sabe quais são as necessidades da sua empresa. Nesse artigo, porém, elucidaremos como cada um funciona, seus benefícios e uma forma mais fácil de realiza-los.

Orçamento por base histórica

Utilizar a base histórica de dados de um orçamento anterior para projetar para o ano vigente é a maneira mais comum de realizar o planejamento orçamentário de uma empresa. O processo fica simplificado visto que são utilizados dados existentes e ajustados de acordo com a estratégia adotada para aquele ano.

É mais rápido, envolve menos pessoas na sua elaboração e evita custos equivocados, já que existe um histórico sobre aquele valor. Uma desvantagem é que, ao utilizar o orçamento já realizado, custos e despesas que poderiam ser eliminadas podem ser computadas novamente, fazendo com que a equipe de controladoria precise estar atenta a esse detalhe na hora de realizar o orçamento.

Orçamento Base Zero

Ao realizar o orçamento sem utilizar qualquer base histórica, a equipe determina os investimentos, custos e despesas avaliando a demanda de cada setor e a estratégia que a empresa irá seguir. Com certeza, é mais demorado e trabalhoso, mas tem suas vantagens. Além de reduzir despesas e deixar o orçamento mais enxuto, o orçamento base zero também é utilizado para realizar reformulações dentro da empresa.

Às vezes, é necessário modificar processos, incluir ou extinguir setores, realizar algumas mudanças para dar um impulso no negócio, e essa forma de orçar, elimina vínculos passados e faz com que a instituição possa planejar nessa nova perspectiva. 

Automatize o processo orçamentário

Seja qual for a maneira que sua empresa irá realizar o orçamento, opte por automatizar o processo. As planilhas deixam o desenvolvimento do planejamento mais demorado e sujeito a falhas, visto que pode ocorrer perda de dados, erros no preenchimento e o acúmulo de documentos para gerir. 

Leia Também

Lições da pandemia: empresas do varejo que transformaram a crise em oportunidade

19/01/2021

Lições da pandemia: empresas do varejo que transformaram a crise em oportunidade

É importante que as empresas tenham uma visão clara de sua situação, entendam os possíveis cenários e estejam preparadas para tomadas de decisão rápidas. Um bom planejamento orçamentário e uma preparação para diferentes cenários críticos são essenciais para controlar os possíveis prejuízos. [Leia mais]

O papel dos CFOs na gestão de crise e os desafios para 2021

22/12/2020

O papel dos CFOs na gestão de crise e os desafios para 2021

Diante da inconstância do mercado e da economia, os CFOs, diretores financeiros e pessoas de outros cargos superiores da área de finanças tomaram frente e garantiram posições de destaque. [Leia mais]

Fechamento dos resultados do ano: como deixar essa atividade mais eficaz

15/12/2020

Fechamento dos resultados do ano: como deixar essa atividade mais eficaz

O fechamento dos resultados anuais é de extrema importância, pois além de obrigatório, permite consolidar tudo que foi feito ao longo dos meses e serve para a elaboração de uma estratégia eficaz para a gestão orçamentária, bem como o crescimento corporativo. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.