5 dicas para não errar no planejamento orçamentário para 2021

5 dicas para não errar no planejamento orçamentário para 2021
Publicado em 13/11/2020 - Atualizado em 17/11/2020 | Planejamento Orçamentário

Estamos chegando ao final de um ano certamente atípico e desafiador. Ao mesmo tempo que 2020 trouxe dificuldades, também proporcionou muito aprendizado. As empresas foram testadas quanto à sua capacidade de adaptação, de gestão de crise e de flexibilidade. Então, a bagagem adquirida nesse período certamente será de grande utilidade na hora de traçar os caminhos para 2021.

Para apoiar as empresas a preparar o planejamento orçamentário para o próximo ano, levantamos cinco tópicos importantes a serem observados na elaboração do orçamento para 2021. Esses cinco pontos lançam base para recuperação do caixa e geração de lucros. Confira!

 

Criatividade 

5 + 5 = 10. Certo? Assim como 6 + 4 e 3 + 7. Pois há inúmeras combinações possíveis de números para se chegar a um mesmo resultado desejado. O mesmo acontece nas empresas. Por isso, ao fazer o planejamento orçamentário 2021 não se apegue a fórmulas prontas. Pergunte-se quais outros caminhos são possíveis para chegar ao resultado desejado.

Outras fontes de receita podem ser geradas? O que é possível melhorar na experiência do cliente para aumentar o ticket ou recuperar clientes que foram perdidos anteriormente? Há gastos comerciais (relacionados à promoção e vendas) que podem ser realocados para fontes com mais eficiência (canais de vendas digitalizados, por exemplo)? Uma boa maneira de explorar a criatividade no processo orçamentário é conduzi-lo de forma descentralizada, envolvendo assim pessoas de diferentes equipes e expertises. Inclusive, já falamos sobre isso neste artigo publicado anteriormente.

 

Banco de Dados

É inegável a escala de importância dos recursos de Analytics na coleta, processamento e análise de informações. Ferramentas dessa natureza propiciam, por exemplo, fazer ensaios aprofundados, comparar cenários e prever demanda e consumo rapidamente. Porém, a grande importância delas para 2021 é o acompanhamento em tempo real. Com certeza ainda sentiremos os efeitos dos acontecimentos de 2020 por algum tempo. Então, em um contexto regido pela incerteza, se sairão melhor as empresas que conseguirem prevenir, identificar erros ainda em estágios iniciais e agir com rapidez.

 

Baixo custo e alta flexibilidade

Essa deverá ser a estratégia mais certeira para o próximo ano. Escalonar o uso dos recursos de forma eficiente (fazer mais com menos), buscar vigorosamente pela redução do custo unitário e exercer um controle rígido dos custos e despesas. É o momento de reavaliar a cadeia de suprimentos, a carteira de fornecedores e o que deve ser feito dentro ou fora da empresa com objetivo de equilibrar insumos e serviços adquiridos de terceiros.

 

Digitalização de processos

Automatizar processos diminui a incidência de erros e de retrabalho, aumenta eficiência operacional das empresas e proporciona o melhor uso do tempo dos colaboradores. Consequentemente, a digitalização está relacionada à redução de custos. O uso da tecnologia foi decisivo para que as empresas pudessem continuar operando em 2020.

Crie uma agenda de aceleração da digitalização de processos para 2021, acompanhe a implementação e faça uma reavaliação semestral para ajustes. Todas as áreas da empresa têm a ganhar.

 

Gastos alinhados com a estratégia

O orçamento 2021 precisará ter um alto índice de aproveitamento, ou seja, o retorno sobre os custos e despesas em todas as áreas e processos deve ser maximizado. Mais do que cortar gastos, o planejamento orçamentário deve estar totalmente alinhado às estratégias comerciais e aos objetivos da empresa para o ano, promovendo e impulsionando o crescimento.

Distribuir de forma inteligente os gastos e levar em consideração as boas ideias de colaboradores na hora de definir o orçamento criará oportunidades de crescimento e dará à empresa o fôlego necessário para terminar o exercício fortalecida.

Leia Também

O que avaliar na busca por um software de Gestão Orçamentária?

24/11/2020

O que avaliar na busca por um software de Gestão Orçamentária?

O processo de digitalização dos processos internos vem sendo cada vez mais adotado pelas empresas. Inclusive para aquelas que ainda apresentavam resistência em se modernizar, isso inclui a área de gestão financeira, que também está em constante desenvolvimento e modernização. [Leia mais]

A importância do uso da DRE como instrumento de gestão

10/11/2020

A importância do uso da DRE como instrumento de gestão

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) retrata de forma transparente e direta a composição do resultado econômico da empresa. Ela é obtida a partir de um processo dedutivo: os custos e despesas são extraídos da receita bruta e, dessa forma, o lucro ou prejuízo é apurado. [Leia mais]

Será que é hora de aposentar as planilhas?

06/11/2020

Será que é hora de aposentar as planilhas?

Levando em conta que a segurança da informação é uma preocupação crescente em todo o mundo, dados em planilhas podem ser acidentalmente apagados, alterados ou irremediavelmente perdidos — no caso de dano ao equipamento, por exemplo. Isso pode resultar em atraso de pagamentos a fornecedores e até mesmo em problemas fiscais. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.