ESG: como a segurança dos dados impacta a governança

ESG: como a segurança dos dados impacta a governança
Publicado em 24/11/2021 - Atualizado em 24/11/2021 | Gestão

As métricas ESG se tornaram tendência, influenciando gestões empresariais em todo o mundo. Considerar questões que dizem respeito ao meio ambiente, fatores sociais e governança, deixou de ser uma opção, sendo determinante para o sucesso de uma organização. E, quando se trata de governança, existe um desafio ainda maior para a gestão: a segurança dos dados. 

Infelizmente, o avanço da tecnologia também possibilitou o aumento dos ataques cibernéticos. Nesse contexto, a LGPD - em vigor desde 2018 - exige das empresas ainda mais cuidado com as informações armazenadas e compartilhadas. 

A partir desses pontos (governança e tecnologia) entenda por que é importante buscar soluções que não apenas tornem a gestão orçamentária mais eficiente, como também, sejam seguras e reforcem a integridade da empresa. 

 

Tecnologia e segurança de dados

Apesar do compliance ser fundamental para garantir que as leis e regras estabelecidas sejam cumpridas, não é o suficiente para assegurar em totalidade a proteção de informações sensíveis. 

Ainda, a demanda por tecnologias para planejamento orçamentário expõe o quanto é importante estar atento para a escolha de ferramentas de apoio. 

Quando observamos o volume de dados que são usados diariamente para traçar estratégias e projetar cenários não basta apenas que o instrumento torne a rotina da empresa mais ágil e produtiva, alguns recursos são essenciais assegurar a integralidade dos dados, confira: 

 

  • Registro de atividades

Ao compartilhar planilhas e documentos - por exemplo - é difícil acompanhar as atividades de cada gestor e como cada um interage com a ferramenta. Em caso de divergências, o primeiro desafio é identificar quem foi o responsável pela ação/modificação. 

Um software de gestão orçamentária permite rastrear as ações com o registro das atividades de cada usuário no sistema. Dessa forma, é possível acionar o gestor caso algo seja feito incorretamente ou apresente valores incompatíveis com o que foi definido no planejamento orçamentário.

 

  • Perfis de acesso

Imagine uma organização com orçamento colaborativo ou participativo, em que áreas distintas da empresa precisam acessar o arquivo para alimentar dados, por exemplo. Em um contexto em que todas as informações estão abertas para qualquer colaborador, o controle de ações dos usuários é um tanto ineficiente e pode prejudicar a segurança dos dados.

Para evitar transtornos, há recursos como perfis de acesso em softwares de gestão que protegem e personalizam logins e as informações liberadas para cada um. Dessa forma, é possível estabelecer usuários estratégicos. Tudo isso não apenas garante a segurança, como também mantém os processos internos mais organizados e assertivos.

 

Por fim, é claro que a escolha do software para gestão orçamentária deve estar de acordo com as necessidades da empresa. Essa será uma forma de contribuir para um trabalho mais ágil e produtivo, mas não se limita a isso. No mais, vale ressaltar que a agenda ESG apenas reforça uma necessidade latente na era da informação: a segurança dos dados. 

Leia também  “7 motivos para sua empresa usar um software de Gestão Orçamentária” e veja outros benefícios de adotar a tecnologia na sua gestão.

Leia Também

Gestão 5.0: a nova realidade das empresas

10/05/2022

Gestão 5.0: a nova realidade das empresas

A gestão 5.0 surge para acompanhar os avanços tecnológicos já implementados pela Indústria 4.0 e as demandas da sociedade em estar mais conectada. [Leia mais]

ESG na visão do cliente

18/04/2022

ESG na visão do cliente

Além da qualidade e preço, atualmente o consumidor busca por empresas que atendam não somente suas demandas diretas, mas também suas expectativas perante questões que se relacionam a outros aspectos - o ESG é um exemplo. [Leia mais]

Forecast e revisões: vantagens para a gestão orçamentária

22/03/2022

Forecast e revisões: vantagens para a gestão orçamentária

O final do primeiro trimestre do ano tem bastante importância para a gestão orçamentária em muitas empresas. É neste período que a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) é analisada a fim de avaliar os dados obtidos até o mês de março, com o intuito de estudá-los e, caso haja necessidade, propor uma revisão orçamentária. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.