É possível inovar no planejamento orçamentário?

É possível inovar no planejamento orçamentário?
Publicado em 06/10/2020 - Atualizado em 06/10/2020 | Transformação Digital

Quando o assunto é inovar, provavelmente “tecnologia” é a primeira palavra que lhe vem à cabeça. Embora seja difícil dissociar os dois conceitos, inovar não significa, necessariamente, implementar uma nova tecnologia. 

E, então, o que significa inovar?

Primeiramente, falar em inovação é, em essência, falar em mudança. Por isso, olhe à sua volta e questione-se: será que há outras maneiras mais criativas de usar as ferramentas que estão disponíveis? Será que é possível mudar a direção aproveitando o conhecimento e a experiência que foram acumulados no caminho? 

A inovação pode surgir, por exemplo, a partir da adoção de uma nova perspectiva sobre um processo que já existe. Ou, parafraseando Peter Drucker, de “fazer as mesmas coisas de formas diferentes”. Assim, é importante ter em mente também que a inovação nem sempre é homogênea. Ela pode ser introduzida gradualmente, a partir dos níveis mais simples até os mais complexos.

A inovação no planejamento orçamentário

Para muitos profissionais que não são da área, esta pode soar como uma atividade monótona, engessada e repetitiva. Por isso, muitas empresas e decisores parecem não acreditar que criatividade e inovação possam fazer parte da tarefa de elaborar um planejamento orçamentário. Mas sabemos que isso não é verdade. A controladoria tem um enorme potencial para a inovação.

Peter Drucker, que citamos já anteriormente, indicou sete fontes principais de oportunidades de inovação. São elas:

  1. os próprios sucessos e fracassos inesperados de uma organização ou dos concorrentes;
  2. incongruências ligadas ao processo de produção, distribuição, ou no comportamento do consumidor;
  3. necessidades do processo;
  4. mudanças na empresa e nas estruturas de mercado;
  5. alterações demográficas;
  6. mudanças no significado e na percepção e;
  7. novos conhecimentos

O controller tem acesso à informações preciosas nessas sete categorias. São dados históricos, tendências e as mais diversas análises. Isso o torna capaz de identificar oportunidades de mudanças em todas as áreas da empresas. E de fazer um planejamento orçamentário que possibilite todas essas melhorias. 

Ao ponderar as informações obtidas sob diferentes óticas, o controller melhora seus próprios processos, práticas de gestão e o serviço prestado a outras áreas da empresa. Dessa forma, ele pode traçar o direcionamento do mapa da inovação em uma instituição.

Muitas organizações ainda não implementaram um sistema de inovação focado em informações contábeis e financeiras. Cabe aos profissionais da área alocar esforços em atividades gerenciais que visem eliminar desperdícios e maximizar resultados. É necessário ir além dos relatórios de eficiência e desempenho e assumir uma conduta de colaboração com as demais áreas da empresa, apontando novos caminhos, tendências e possibilidades para o emprego estratégico dos recursos organizacionais.

Tecnologia como ferramenta para a inovação

Como pontuamos no início do texto, no contexto do planejamento orçamentário, a tecnologia não é um inovação em si mesma. Porém, ela é, sim, uma poderosa aliada. Isso porque, para inovar, o controller precisa ter acesso a dados históricos e informações atualizadas de diversas fontes, de todas as áreas da empresa, e com a máxima precisão. Então, para processar um volume tão grande de informações, o trabalho de forma manual certamente vai expor o profissional a um alto risco de errar. 

Por isso, um software para planejamento financeiro garante o rigor, a segurança da informação e economiza um tempo precioso que pode ser melhor investido em buscar soluções criativas para o futuro da organização.

 

Leia Também

Planejamento Orçamentário: Como decidir qual despesa cortar?

09/04/2020

Planejamento Orçamentário: Como decidir qual despesa cortar?

Existem momentos que o cenário econômico nos obriga a tomar algumas medidas para proteger o caixa da empresa. Estamos vendo essa situação atualmente: as organizações estão olhando com muita atenção para suas despesas a fim de entender o que realmente é necessário para o funcionamento da operação empresarial, e o que, pelo menos provisoriamente, pode ser pausado. [Leia mais]

Agenda 2020: Otimismo, tecnologia e crescimento empresarial

03/03/2020

Agenda 2020: Otimismo, tecnologia e crescimento empresarial

Recentemente, a Deloitte, empresa especializada em consultoria, auditoria e assessoria financeira, divulgou a pesquisa Agenda 2020, que aborda quais são as expectativas e intenções do mercado para o ano corrente. [Leia mais]

Orçamento empresarial na nuvem: É seguro?

18/06/2019

Orçamento empresarial na nuvem: É seguro?

Há alguns anos, o termo “armazenamento na nuvem” gerava muitas dúvidas. Havia muitas dúvidas sobre onde estaria a tal nuvem. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.