Blog, Controladoria

PDD: o que é Provisão para Devedores Duvidosos

PDD: o que é Provisão para Devedores Duvidosos

O planejamento financeiro de qualquer negócio passa pela expectativa de ganhos, ou seja, suas vendas. Entretanto, nem sempre os clientes conseguem honrar com os compromissos financeiros — essa é a questão que traz a necessidade de uma Provisão para Devedores Duvidosos.

Também conhecida como PDD, trata-se de uma reserva financeira que as empresas organizam para minimizar o impacto de eventuais inadimplências. A falta de pagamento pode ser um risco para a saúde financeira de toda organização, além de colocar em risco o planejamento orçamentário.

Neste artigo, abordaremos o conceito dessa reserva financeira, como funciona, como é calculada, e a influência do PDD para a gestão financeira. Além disso, destacamos a importância do fluxo de caixa e da tesouraria para o controle da inadimplência.

Software Alstrategy Plano

O que é PDD?

Provisão para Devedores Duvidosos é uma reserva financeira que as empresas fazem para reduzir os reflexos provenientes da inadimplência. Esta reserva é criada para prevenir possíveis perdas financeiras causadas por clientes que não honraram com suas obrigações. A existência de PDD nas empresas é obrigatória e atende aos princípios contábeis brasileiros.

Vale destacar que o PDD não é uma reserva de dinheiro que a empresa mantém separada em uma conta bancária. Trata-se de uma estimativa do valor que pode ser perdido, caso os clientes não paguem suas dívidas e possam comprometer o fluxo de caixa do negócio.

Esta estimativa é feita a partir da análise do histórico de inadimplência da organização e seus clientes. Além disso, também é utilizada na sua elaboração uma avaliação de fatores internos e externos, que podem influenciar na capacidade de honrar com os compromissos financeiros, como a situação econômica do país — por exemplo.

A PDD é uma ferramenta importante para a gestão financeira e para a tomada de decisões estratégicas na empresa. Além disso, é uma forma de demonstrar transparência nas finanças e evidenciar que está ciente dos impactos da falta de pagamento pode causar no negócio.

Como funciona a Provisão para Devedores Duvidosos?

Antes de começar, destaca-se que a PDD não é um prejuízo real, mas sim uma reserva para prever possíveis perdas. Nesse sentido, ela é estabelecida para cobrir os prejuízos financeiros que a empresa pode sofrer caso os clientes não paguem pelos produtos ou serviços prestados, evitando que o caixa fique negativo e impacte o planejamento orçamentário.

Por isso, é essencial que as organizações tenham uma gestão orçamentária eficiente, que permita identificar clientes que podem deixar de honrar seus compromissos financeiros. A partir disso, será possível tomar medidas preventivas a fim de minimizar os riscos e evitar prejuízos, que comprometam o crescimento do negócio.

O PDD também é necessário para manter e acompanhar a saúde financeira da empresa, já que impede que as perdas com inadimplência comprometam o fluxo de caixa e a capacidade de investimento. Além do saldo positivo, ainda garante que a empresa aproveite as oportunidades de expansão e continue crescendo.

Como calcular o PDD?

O cálculo da Provisão para Devedores Duvidosos é feito com base na análise do histórico de inadimplência da empresa e na previsão de perdas futuras.

Para isso, é necessário considerar diversos fatores, como:

  • Prazo de pagamento das dívidas;
  • Histórico de inadimplência dos clientes;
  • Probabilidade de inadimplência futura.

Entre outros. Uma forma simples de calcular a PDD é utilizar a seguinte fórmula: PDD = Valor Total da Carteira de Crédito x % de Inadimplência Esperada. Por exemplo, se a carteira de crédito da empresa é de R$ 1 milhão e a taxa de inadimplência esperada é de 5%, o valor da PDD será de R$ 50.000.

Deve-se lembrar que a criação da reserva é uma obrigação contábil, a ser realizada pela empresa. A PDD deve ser registrada no balanço patrimonial como uma conta redutora das contas a receber, já que ela representa uma estimativa de perdas futuras.

A importância da tecnologia para a gestão financeira

A Provisão para Devedores Duvidosos é uma ferramenta indispensável para a gestão financeira das empresas. Ela permite prever possíveis cenários de perdas financeiras causadas pela inadimplência e tomar medidas preventivas que irão minimizar o risco de perdas. Além disso, exerce importância no fluxo de caixa e na tesouraria, por auxiliar no controle da inadimplência.

Uma boa gestão financeira pode contribuir significativamente para a redução da inadimplência e, consequentemente, para a diminuição da necessidade de criar uma reserva. O controle das finanças, o acompanhamento do fluxo de caixa, a avaliação constante dos riscos são algumas das medidas que podem ajudar a evitar descumprimentos financeiros.

Entretanto, utilizar e/ou contar com recursos digitais — como um software — para calcular essas iminentes perdas financeiras e acompanhar os riscos, pode ser determinante nas projeções que identificam possíveis prejuízos.

Para facilitar a gestão financeira, é recomendado aos gestores o uso de ferramentas como o AllStrategy Fluxo. Essa ferramenta oferece uma visão clara do caixa da empresa, facilitando a identificação da inadimplência e permitindo uma tomada de decisão mais precisa.

Software Alstrategy Fluxo

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags: Gestão Orçamentária, Orçamento Empresarial, PDD, Planejamento Orçamentário
2023 AllStrategy. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Fresh Lab - Inteligência em Marketing Digital