4 dicas para CFOs apoiarem a retomada do crescimento da empresa

4 dicas para CFOs apoiarem a retomada do crescimento da empresa
Publicado em 03/08/2021 - Atualizado em 09/08/2021 | Estratégia

Assim como nos mais diversos segmentos, o momento pós-pandêmico é muito aguardado pelos profissionais da área financeira. Principalmente os CFOs, que enfrentaram duros desafios diante da crise mundial e tiveram suas habilidades exigidas ao máximo durante este período de incertezas. Em contrapartida, sua atuação foi e continua sendo importante para a retomada do crescimento da organização, sobretudo em questões que não se limitam apenas ao fluxo de caixa da empresa.  

Como CFO, é importante que as suas estratégias estejam direcionadas para preservar não apenas a saúde financeira do negócio, mas também a saúde mental dos colaboradores. Esta conclusão foi exposta em um artigo publicado no CFO Dive sobre a importância dos profissionais em cargos de chefia da área financeira promoverem o bem-estar dos funcionários. 

A seguir, veremos como esses gestores financeiros podem apoiar a retomada do crescimento e colaborar com o desenvolvimento sustentável da organização.

 

Estabelecer estratégias de curto, médio e longo prazo para o fluxo de caixa

Para garantir que o seu negócio terá condições de executar as atividades propostas no planejamento estratégico, o CFO precisa ficar atento ao fluxo de caixa para assegurar que a empresa mantenha-se em funcionamento. 

Ainda mais neste período de retomada, no qual deve-se estar preparado para a volatilidade do mercado. Se antes o fluxo de caixa era uma preocupação com perspectivas a médio e longo prazo, no momento atual, o CFO assume um papel ainda mais importante com estratégias para tomadas de decisões de curto, médio e longo prazo, já que o cenário pode mudar de forma rápida e as metas precisam ser revistas com facilidade.

Um exemplo atual, que exige uma estratégia de curto prazo, é o impacto da pandemia de Covid-19 e as consequentes oscilações do mercado. CFOs destacaram-se pela capacidade de análise para desenvolver soluções rápidas e, assim, manter o seu setor estável e minimizar os efeitos da crise. 

Esse mesmo contexto demanda dos gestores financeiros a revisão de estratégias de médio e longo prazo. Eventuais deficiências precisam ser avaliadas para que sejam contornadas dentro do planejamento que deverá ser ajustado ao cenário.

 

Fortalecer relacionamentos com parceiros e stakeholders

Os diretores financeiros precisam manter bons relacionamentos com stakeholders e parceiros da organização. Isso porque contar com parcerias estratégicas pode potencializar seus resultados e gerar melhores insights nas situações em que a empresa precisa de um apoio para suas ações.

É o caso da companhia aérea TAM, que há oito anos utiliza software especializado para auxiliar em sua gestão orçamentária. Com a possibilidade de adequar o sistema para todas as exceções pertinentes ao negócio, o relacionamento entre a companhia e empresa que oferece o software resultou em um processo automatizado. Como resultado, ao contribuir com a evolução da gestão orçamentária da empresa, a operação entre os setores tornou-se mais fluida. Portanto, a análise de resultados ficou mais ágil, produtiva e gerou um ganho de tempo expressivo para os colaboradores.

 

Orientar estratégias com base em dados em tempo real

Como o mercado ainda encontra-se instável, já não basta que as ações sejam direcionadas a partir de dados. Agora, torna-se mais urgente a orientação para informações atualizadas em tempo real. 

Isso porque, a depender do segmento e área de atuação da empresa, algumas mudanças acontecem de forma quase instantânea. Por isso, é preciso que o CFO esteja atento para encaminhar as estratégias com base em dados atualizados. 

Muitos negócios sofreram com o bloqueio do Canal de Suez, por exemplo, e precisaram alterar o transporte de produtos para o modal aéreo. Neste caso, as medidas aliadas às informações em tempo real foram decisivas para minimizar os danos. 

 

Promover o bem-estar entre os colaboradores

A atuação do CFO na retomada do crescimento da empresa também deve procurar preservar o bem-estar de toda equipe. Pois, por causa do agravamento da pandemia, muitos colaboradores sentiram os efeitos do período de isolamento social na saúde mental. 

Como apontado pelo CFO Dive, questões psicológicas e emocionais aumentam o potencial de riscos em não identificar problemas em relatórios financeiros e até mesmo para riscos de fraude. Nesse sentido, a atenção para a saúde mental não deve se limitar apenas à área de recursos humanos.

É necessário estabelecer uma comunicação entre a equipe, compreender eventuais limitações para que a retomada do crescimento da empresa aconteça de forma saudável para todos no ambiente empresarial. Portanto, o esforço do diretor financeiro em conjunto com o CEO é essencial para estimular e salientar a importância dos cuidados com os colaboradores. 

 

Para dicas de ações que potencializam o trabalho das áreas financeiras e CFOs durante o processo de retomada, confira o artigo Planejamento 2021: foco na retomada do crescimento.

 

Leia Também

Fluxo de caixa: o que é e qual sua função na empresa

24/06/2022

Fluxo de caixa: o que é e qual sua função na empresa

O pilar de crescimento de qualquer negócio é uma gestão financeira eficiente, e tudo começa pelo fluxo de caixa. Para manter um desenvolvimento sustentável - e saudável -, ter controle das finanças é essencial. [Leia mais]

Tendências corporativas & transformação digital - quais devem ser as prioridades de uma gestão

25/05/2022

Tendências corporativas & transformação digital - quais devem ser as prioridades de uma gestão

Uma empresa que deseja se manter sustentável a longo prazo, precisa acompanhar as tendências e movimentações do mundo corporativo. À medida que a sociedade evolui, a forma como as organizações são vistas deve evoluir também, tornando necessária uma adaptação rápida ao novo. [Leia mais]

Mapas estratégicos: alcance metas com objetividade

17/05/2022

Mapas estratégicos: alcance metas com objetividade

Os mapas estratégicos - criados principalmente a partir da metodologia Balanced Scorecard (BSC) - são bastante úteis para visualizar as ações que devem ser seguidas para atingir os resultados. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.