Cultura data driven: O que é, como aplicar no seu negócio e como empresas vêm utilizando

Cultura data driven: O que é, como aplicar no seu negócio e como empresas vêm utilizando
Publicado em 01/10/2020 - Atualizado em 01/10/2020 | Análise de Dados

Como tomar decisões melhores para o seu negócio e decisões que realmente se aplicam ao contexto? Como garantir ou pelo menos aumentar a probabilidade de que determinada decisão impactará em bons resultados para a empresa no curto, médio e longo prazo? Essas são questões que a cultura data driven se propõe a esclarecer.

O rápido desenvolvimento e a vasta disseminação de novas tecnologias da informação promoveram uma verdadeira revolução na forma como lidamos com indicadores. Sistemas integrados de gestão empresarial (ERP), de gestão de cadeia de suprimentos (SCM) e de relacionamento com o cliente (CRM) capturam e processam uma enorme quantidade de dados por minuto. A partir deles é possível observar, compreender, analisar, aplicar, otimizar e reinventar processos em todas as áreas, a fim de melhorar substancialmente a performance de uma organização em um curto período de tempo. E essa é justamente a essência da cultura data driven!

A cultura data driven (ou DDD, Data-Driven Decision) prioriza a tomada de decisão baseada em dados sob o argumento de que quanto mais informações estiverem acessíveis ao decisor e quanto mais detalhadas forem essas informações, mais eficiente e assertivo será o processo decisório. Isso porque os dados são capazes de retratar com rigor interações e relações de causa e efeito - tanto dentro da organização, quanto da empresa com o mercado e com o consumidor. O cientista da computação americano Alex Pentland refere-se aos sistemas de coleta e processamento de dados como “mineração da realidade”.

 

O que significa ser uma organização orientada para dados?

Uma empresa orientada para dados usa dados e inteligência de negócios (BI) para basear a tomada de decisões estratégicas com rapidez e com o nível máximo segurança possível. Em uma empresa com essa cultura, as informações são transformadas em ações e os resultados dessas ações são transformados em novos dados. É um processo cíclico e contínuo.

 

Qual a vantagem de ser uma organização orientada para dados?

O estudo Strength in Numbers: How Does Data-Driven Decision-making Affect Firm Performance? (em tradução livre Força dos números: como a tomada de decisões com base em dados afeta o desempenho da empresa?), conduzido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e pela Universidade da Pensilvânia, investigou detalhadamente as práticas de negócios e investimentos em tecnologia da informação de 179 grandes empresas de capital aberto. O estudo apurou que as empresas que implementaram a cultura Data Driven tiveram ganhos em produtividade e lucratividade, além de aumentarem o valor de mercado delas.

 

Veja três cases de sucesso de decisões baseadas em dados

Para ajudar você a visualizar melhor como a cultura data driven pode ser aplicada e seus resultados reais, separamos alguns exemplos muito conhecidos.

 

Netflix

A empresa de streaming de filmes e séries analisa o perfil do espectador, seleciona títulos que se enquadram nos padrões de preferência e os oferece como sugestão, na tela principal. Os dados utilizados são reais, fornecidos conscientemente pelo usuário. Também é por meio da análise de dados que são criados personagens e roteiros, como no caso da aclamada série Stranger Things.

Itaú

O banco promove um projeto que reúne diversos talentos para desenvolver soluções inovadoras e pontuais com o uso de dados reais de clientes. Trata-se da Batalha de Dados. A proposta é juntar profissionais que acreditam em analytics e dados para resolver problemas sociais relevantes. Com isso, alguns processos internos foram melhorados, como o entendimento do contexto do cliente para melhorar a comunicação e a extração de informações sobre como fazer a melhor oferta do programa de fidelidade dos seus cartões de crédito.

Marvel

O estúdio também é outro bom exemplo de cultura data driven. Grandes títulos são criados por meio da análise de dados dos fãs e resultados e batem recordes de bilheteria. O sucesso se torna mais simples ao conhecer as expectativas de seus consumidores do que por meio de achismos. Com isso, mais de 40% da lista das 25 maiores bilheterias da década de 2010 são ocupados por títulos que se passam no universo Marvel, com direito ao primeiro lugar absoluto: “Vingadores: Ultimato” (2019), com recorde de US$ 2,8 bilhões, o equivalente a mais de R$ 15 bilhões.

 

Como se tornar uma organização orientada para dados? 

É de suma importância adotar soluções de BI, Big Data e Analytics como: softwares para planejamento financeiro, gestão de cadeia de suprimentos, planejamento orçamentário, mapeamento de habilidades, planejamento de recursos humanos, análise de cross-selling, up-selling, e outros.

A efetividade do processo de coleta, armazenamento e processamento de dados é diretamente proporcional à disponibilidade tecnológica da empresa. Portanto, se deseja implementar data driven, considere investir em softwares e ferramentas de sistemas de informação, tendo em mente que as decisões baseadas em dados têm uma chance de sucesso muito maior do que aquelas embasadas somente na experiência e no feeling do gestor.

Empresas orientadas para dados são mais ágeis e adaptam-se com mais facilidade, são mais criativas, além de conseguir agir com objetividade. Contudo, os dados dependem da inteligência humana para serem interpretados e transformados em ações, por isso, tão importante quanto adquirir boas tecnologias, é valioso criar um ambiente que treine e incentive o uso e a análise de dados em todos os níveis organizacionais.

 

Leia Também

Agenda 2020: Otimismo, tecnologia e crescimento empresarial

03/03/2020

Agenda 2020: Otimismo, tecnologia e crescimento empresarial

Recentemente, a Deloitte, empresa especializada em consultoria, auditoria e assessoria financeira, divulgou a pesquisa Agenda 2020, que aborda quais são as expectativas e intenções do mercado para o ano corrente. [Leia mais]

Análise de Performance: Tecnologia em prol do sucesso

22/02/2018

Análise de Performance: Tecnologia em prol do sucesso

É comum ouvir dizer que a palavra chave para o sucesso é: planejamento. Não deixa de ser verdade, afinal, quando planejamos todos os objetivos que queremos atingir, temos mais chances de obter o que almejamos. [Leia mais]

Dashboards financeiros: Tenha uma tomada de decisão mais assertiva

07/12/2017

Dashboards financeiros: Tenha uma tomada de decisão mais assertiva

O futuro que se reflete no presente são ferramentas cada vez mais completas que proporcionam mais segurança, eficiência e otimização no gerenciamento empresarial. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.