Blog, Tesouraria

Principais KPIs da tesouraria

Principais KPIs da tesouraria

A frase “o que não pode ser medido, não pode ser gerenciado” é popular no mundo dos negócios, e não é por menos. A fala de William Edwards Deming, renomado estatístico e professor norte-americano, é considerável para orientar a busca pelos melhores resultados nas mais diversas áreas da empresa a partir de indicadores.

Na gestão de tesouraria não seria diferente e o uso de indicadores é essencial. Mensurar a performance financeira deve ser parte de uma rotina para tornar a área ainda mais eficiente e proporcionar KPIs como insumos em tomadas de decisões importantes.

Na leitura deste artigo, você entenderá o que são os principais KPIs para a área de tesouraria, além de quais números a gestão deve observar. Ainda, trazemos como a tecnologia é determinante para contribuir com a análise de indicadores assertivamente e mais ágil.

Software Alstrategy Fluxo

O que são indicadores de desempenho (KPIs)

A sigla KPI significa Key Performance Indicator ou — em português — indicadores-chave de desempenho que mensuram os resultados e as atividades de um negócio. Quando aplicado na área financeira, esses indicadores/números refletem a qualidade dos processos da empresa, o que torna-se de grande relevância para gestão orçamentária e na definição de estratégias.

Para isso, é primordial definir quais serão os KPIs observados, focando no que é indispensável para a organização e assim, contribuindo com mais clareza para acompanhar os resultados. Com os dados em mãos, os gestores conseguirão alinhar as ações e poderão decidir com base em informações financeiras e números corretos.

Principais KPIs de tesouraria

A gestão de tesouraria é bastante complexa, por envolver atividades minuciosas para garantir que a estruturação dos negócios aconteça conforme o planejado. Conheça os principais indicadores de tesouraria que podem ser utilizados como suporte nestas funções e contribuir ativamente com decisões e estratégias da organização.

Nível de endividamento

O grau de endividamento da empresa é um dos indicadores-chave para uma gestão financeira eficiente. Como o próprio nome diz, corresponde ao quanto a empresa está em dívida com bancos, fornecedores, instituições financeiras, etc.

Para calcular o índice de endividamento, basta aplicar a fórmula abaixo para chegar ao percentual. Quanto maior valor, mais alto será o nível (e mais grave será o problema):

Índice de endividamento = (total de passivos/total de ativos)x100

Sendo:

  • Passivos: todos os compromissos e obrigações financeiras da empresa, como contas a pagar, dívidas etc;
  • Ativos: todos os bens e direitos da empresa, como imóveis, valores a receber e em caixa, equipamentos etc.

Liquidez

Um importante indicador financeiro, a liquidez é a capacidade da organização em gerar moeda a curto prazo — ou seja, em até 12 meses — e cumprir suas obrigações financeiras durante este período. O KPI usa o conceito de ativo e passivo circulante (com vencimento em até 12 meses), e pode ser calculado pela fórmula abaixo:

Liquidez corrente = ativos circulantes/passivos circulantes.

Um valor baixo pode indicar investimentos a longo prazo e maior o risco de prejudicar pagamentos a curto prazo — gerando dívidas. Já um valor muito alto em caixa, pode ser sinal que estão perdendo algumas oportunidades de investimento.

Total de recebimentos e pagamentos

O faturamento não é garantia de que o valor será recebido, portanto, alguns negócios podem observar que os valores de receita bruta são altos, mas não correspondem ao valor recebido na sua totalidade, como no caso de vendas a prazo.

Para encontrar o índice de recebimentos, basta usar a fórmula do Prazo Médio de Recebimento de Vendas (PMR) abaixo:

PMR = (total de duplicatas a receber/total da receita de vendas)x360.

O valor é o prazo médio para receber os pagamentos no período de um ano. Quanto maior o número, maior será o tempo que o cliente leva para realizar o pagamento. Por isso, é imprescindível que os resultados de recebimento e faturamento sejam próximos.

Inadimplência

A inadimplência é um verdadeiro pesadelo para a gestão financeira, por isso seu índice é um dos mais importantes indicadores de tesouraria. É responsável por medir o nível de pagamentos em atraso, com base em pagamentos atrasados há mais de 90 dias.

Seu cálculo é feito pela fórmula abaixo:

Índice de inadimplência = (valores em atraso/total de valores a receber)x100

Quanto maior o índice, maior será o nível de pagamentos em aberto. Ainda que não exista um número ideal, o mais indicado é que os valores sejam os mais baixos possíveis, o que significa que seus clientes estão com os pagamentos em dia.

Geração de caixa

A geração de caixa é um dos indicadores associados à liquidez, mostrando o valor líquido gerado durante um período determinado do exercício financeiro. Números baixos no KPI indicam problemas na performance e na gestão do negócio.

Isso significa que a empresa pode enfrentar problemas para arcar com seus compromissos financeiros. Entretanto, para ter um indicador, é necessário ter um controle do fluxo de caixa eficiente para começar.

Uso de tecnologia para análise de indicadores

O desafio do setor financeiro para garantir uma gestão de tesouraria eficiente é constante, já que a área precisa acompanhar os números do negócio diariamente para assim garantir que a empresa terá o futuro que planeja.

Para a gestão de tesouraria, contar com a tecnologia em ferramentas digitais e/ou programas que acompanham suas atividades e aceitam os números e dados necessários pode ser uma grande vantagem. E todos esses processos podem ser apoiados em softwares de gestão orçamentária, refletindo em planejamentos mais seguros e conforme os objetivos do negócio.

Para tanto, existem soluções no mercado que podem ser grandes aliadas da gestão de tesouraria. É esta a proposta do AllStrategy Fluxo, solução para tesouraria e gestão de fluxo de caixa da AllStrategy, que oferece recursos para extrair dados e analisar os indicadores em um só sistema.

Software Alstrategy Fluxo

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags: controladoria, Fluxo, fluxo de caixa, planejamento estratégico, tesouraria
2023 AllStrategy. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Fresh Lab - Inteligência em Marketing Digital