Blog, Tesouraria

Posições de caixa: por que e como acompanhar?

As posições de caixa mostram o capital da empresa em determinado período. Dessa forma, apontando o dinheiro no início e ao final do tempo analisado, tais valores servem também como base para o fluxo de caixa, instrumento essencial na gestão financeira.

Portanto, aplicá-lo ao seu negócio é uma forma de analisar e controlar as entradas e saídas.

Apesar de sua importância, nem todos os gestores financeiros dedicam seu tempo ao fluxo de caixa. Grande parte deles, inclusive, deixa de lado os registros das posições de caixa, o que dificulta e prejudica análises financeiras aprofundadas e detalhadas.

Para descobrir por que é importante controlar suas posições de caixa e como fazer isso de forma automatizada e descomplicada, continue a leitura!

Índice – Neste artigo, você irá conferir:

  1. Por que acompanhar as posições de caixa?
  2. Como analisar posições de caixa
  3. Posições de caixa automatizadas

Por que acompanhar as posições de caixa?

Contar com um caixa superior às suas dívidas é um forte indicativo de competência e solidez do negócio. No entanto, para entender as movimentações desse dinheiro, é preciso acompanhá-lo com atenção.

Uma consequência direta de transformar a análise das posições de caixa em algo rotineiro, é ter acesso aos dados de caixa sobre qualquer período e a qualquer momento que você precisar.

Portanto, não é difícil perceber o quanto a medição e o acompanhamento de caixa surtem efeito positivo na gestão financeira de uma empresa. Contudo, há um aspecto relacionado ao montante de dinheiro em caixa que deve ser considerado: o arrastamento de caixa.

O que é arrastamento de caixa?

Como dito acima, ter dinheiro em caixa é bom, pois possibilita que a empresa decida onde e como vai investir. Além disso, cria-se uma reserva financeira inteligente para aliviar possíveis perdas.

No entanto, quando o dinheiro fica parado durante muito tempo, sem aplicações e avolumando-se na carteira — porque ele nem mesmo é levado à conta bancária —, isso é considerado um arrastamento.

O arrastamento de caixa, portanto, refere-se a manter uma parte do caixa em dinheiro, sem fazer com que ele cresça mesmo que passivamente. Vale reforçar que o caixa não tem um grande retorno por si só, portanto, o recomendado é aplicá-lo em investimentos que tragam retornos financeiros saudáveis.

Ter dinheiro acima do esperado em caixa e sem destino definido é uma grande oportunidade para investi-lo de diferentes formas para encorpar ainda mais o negócio.

Leia também: Revisão orçamentária: saiba como ela pode ajudar a cumprir metas

Como analisar posições de caixa?

Assim como as análises de fluxo de caixa, acompanhar as posições de caixa não possuem tantas implicações. No entanto, o processo vai exigir atenção e um sistema para colaborar com a demanda do serviço.

Por isso, acompanhar diariamente as posições de caixa na sua rotina financeira permite que você sempre esteja atento ao fluxo que o dinheiro mantém dentro da empresa.

Ao final de cada dia, você conseguirá dizer o quanto entra, o quanto sai e para onde foi o dinheiro que passou pelo caixa do seu negócio?

Talvez você até consiga dar alguns números como resposta, mas é provável que obtê-los prontamente dê algum trabalho se não há o suporte de um software.

Posições de caixa automatizadas

A tecnologia é uma grande aliada dos gestores financeiros, pois ela otimiza processos que, geralmente, são delicados por mexerem com números importantes e que exigem atualização constante.

O fluxo de caixa é uma etapa da gestão que pode ser automatizada por sistemas e softwares. Hoje em dia, ter o suporte da tecnologia é essencial para conduzir uma empresa e executar processos.

Veja três exemplos de benefícios trazidos pelo uso da tecnologia:

  • Agilidade na entrega de dados e informações;
  • Diminuição de tempo gasto para tecer análises e, consequentemente, elaborar relatórios;
  • Fim de erros de digitação ou informações cruzadas.

Como podemos ver, a tecnologia é uma aliada na hora de produzir, acompanhar e analisar dados. Diversos sistemas e programas podem oferecer auxílio e mudar para melhor o desempenho da gestão financeira da sua empresa.

E, para isso, você pode contar com o AllStrategy Fluxo, software criado para otimizar e acompanhar o fluxo de caixa da sua empresa.

Com ele, é possível entregar dados com velocidade e clareza. Isso é possível pois, ao permitir o acompanhamento em tempo real, o AllStrategy Fluxo proporciona a visão de posições de caixa de forma automatizada e se elas estão refletindo como o no planejamento.

Os softwares da AllStrategy possuem funcionalidade que irão impulsionar ainda mais o seu negócio! Clique aqui e saiba como nosso software pode facilitar a rotina da sua tesouraria.

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags: Fluxo, fluxo de caixa, tesouraria
2023 AllStrategy. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Fresh Lab - Inteligência em Marketing Digital