Inovação empresarial: Revolucione a TI da sua empresa

Com o termo “transformação digital” tão em voga nos dias de hoje, até parece clichê falar em inovação empresarial. No entanto, o que vem se tornando uma necessidade para as corporações, também evidencia a dificuldade que muitas têm em colocar as mudanças em prática.

Ao falar em tecnologia e na utilização de softwares que possam otimizar o dia a dia da empresa, é natural esbarrar em questões relacionadas à TI. Afinal, antes era necessária uma infraestrutura robusta, uma gama de investimentos relacionados à servidores internos e até mesmo esforços da equipe para sanar ocorrências diárias. No entanto, o que os gestores precisam entender, é que as coisas mudaram.

 

O que é inovação empresarial?

A inovação empresarial é uma decisão estratégica, não só voltada a melhorar processos já existentes, como para aderir a ferramentas disruptivas que têm o potencial de transformar a gestão da empresa. A adesão a esta prática pode significar um aumento médio de 14% na receita anual e uma redução de aproximadamente de 12% nos custos, segundo pesquisa mundial da Rimini Street, empresa que fornece suporte a softwares corporativos, o que por si só já justifica o investimento em novas soluções.

Os benefícios vão desde mais agilidade, segurança e transparência nos mecanismos internos da corporação, até o aumento de produtividade, diminuição de custos, maior competitividade e crescimento na satisfação do cliente. 

 

Por onde começar?

Obviamente, o processo de inovação empresarial não ocorre de um dia para o outro. Ainda mais em instituições que possuem metodologias enraizadas. O ideal, é iniciar dois tipos de inovações simultaneamente. Buscar ferramentas que possam otimizar os processos já existentes, para resultados a curto e médio prazo, e a disrupção a longo prazo.

Para isso, é necessário esclarecer, por meio de análises estratégicas, dados mercadológicos e tendências de resultados e, assim, embasar o investimento em tais soluções e conseguir o apoio da diretoria ou do conselho administrativo, e incluir tais ações no planejamento estratégico, a fim de definir os objetivos e o orçamento para implementar tais soluções que contribuirão para a construção do futuro desejado pela empresa.

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags:

Blog mais lidos