Blog, Controladoria

Diretrizes orçamentárias: o que sua empresa precisa saber

As diretrizes e premissas orçamentárias são importantes balizadores para empresas de qualquer porte, essenciais para quem busca desenvolver um negócio e mantê-lo competitivo no mercado. Portanto é imprescindível que a gestão esteja a par das diretrizes para que ajuste as ações.

As diretrizes orçamentárias podem ser o diferencial entre o sucesso e o fracasso de um planejamento orçamentário. Além disso, é fundamental entender seu funcionamento e importância, pois são base para o orçamento e orientam a gestão da empresa.

A seguir, você vai entender o que é uma diretriz orçamentária, por que é tão importante, quais pontos considerar e como a tecnologia é útil para a gestão organizacional nesse processo.

O que é diretriz orçamentária?

Diretrizes orçamentárias funcionam como uma bússola para o negócio. Ou seja, orientam o caminho que se pretende seguir. É a partir delas que a gestão pode definir quais são seus objetivos e metas e onde a empresa quer chegar com o planejamento orçamentário.

É possível definir diretrizes para diferentes períodos, como para um ano ou, até mesmo, períodos maiores. Como exemplo, imagine que as diretrizes para 2023 de uma empresa sejam:

  • Reduzir os custos de produção em 7%;
  • Aumentar o market share em 10%
  • Aumentar satisfação do cliente para 95%
  • Margem Ebitda de 20%

Com isso, pode-se definir estratégias e planos de ação para o planejamento orçamentário para atingir as metas. Também é feito o cálculo do orçamento a partir das diretrizes estabelecidas.

Quem define as diretrizes orçamentárias?

Na maioria das empresas, a responsabilidade por definir as diretrizes orçamentárias da organização são da alta administração. E com esses direcionamentos a gestão irá estabelecer ações para alcançar os objetivos do negócio.

O que são premissas orçamentárias?

Tratam-se de ações específicas para tornar as diretrizes realidade, ou seja, as atividades necessárias para alcançar o sucesso do negócio, divididos em:

  • Pressupostos: fatores internos (período de planejamento e estrutura de produtos e serviços) e externos (juros nominais, taxa de câmbio, inflação anual);
  • Responsabilidades: quem serão os responsáveis por executar cada atividade;
  • Cronograma: planejamento de execução das ações com todas as etapas, com cada responsável e prazo estimado para acompanhamento.

A partir das premissas gerais, conseguimos definir qual será a metodologia ideal de orçamento para seguir as diretrizes orçamentárias. Um orçamento base zero, por exemplo, pode ser usado para as premissas de vendas e produção.

Como são regras gerais que fundamentam a elaboração do orçamento, as premissas irão nortear e orientar os participantes que fazem os lançamentos sobre quais são as possibilidades e limites máximos e mínimos.

São premissas orçamentárias:

  • Índice de reajustes
  • Alíquota de impostos

Por que estabelecer diretrizes orçamentárias?

Porque as diretrizes oferecem direcionamentos, e com eles será possível orientar a gestão e o orçamento para alcançar o que foi estabelecido, ou seja, quais serão as ações feitas para a sua execução – etapa em que as premissas orçamentárias atuam para aplicar as diretrizes e a construção do orçamento em si.

Principais pontos a considerar

Antes de iniciar o orçamento, é importante definir quem será responsável pelo quê. Pode ser determinado um fluxo de aprovação, com níveis de validação e até mesmo um comitê para seu aval, por exemplo.

Cada empresa terá sua hierarquia e níveis de aprovação. O fluxo existe para garantir que o orçamento esteja alinhado com as premissas e as diretrizes estabelecidas pela alta administração.

Também é importante considerar qual é a atual situação do negócio antes de propor e definir suas diretrizes, para que as metas estejam de acordo com condições e cenários possíveis para o negócio. Essas informações contribuem com um direcionamento mais assertivo.

Software Alstrategy Plano

Como a tecnologia contribui com a definição de diretrizes orçamentárias

Para que uma gestão possa estimar o aumento de vendas para o ano – e assim estipular um número de crescimento para metas – é necessário saber:

  • Capacidade produtiva e de estoque do seu negócio;
  • Recursos humanos e financeiros;
  • Investimentos possíveis e redução de despesas.

Com o uso da tecnologia, é possível inserir e visualizar rapidamente todas as informações para, assim, traduzir em números quais são as diretrizes orçamentárias do negócio como um todo. Além de facilitar na rotina de trabalho, também traz mais segurança nos dados.

Sem a clareza desse contexto, os resultados podem ser prejudicados. A tecnologia oferece a possibilidade de uma análise e otimização dos processos, começando pelas informações estruturadas e centralizadas.

Software para acompanhar as diretrizes orçamentárias

Acompanhar e administrar tantas informações em planilhas eletrônicas pode não ser a melhor opção – para tanto, existem softwares capazes de inserir todas as diretrizes e premissas do orçamento em uma plataforma que permite compreender o planejamento estratégico.

A gestão orçamentária precisa de agilidade nas suas atividades, tendo em vista o volume de informações que envolvem a área financeira. Neste sentido, investir em um software pode ser uma boa ideia se uma empresa quiser ter mais controle se as premissas executadas estão de acordo com as diretrizes.

Indicamos a leitura do artigo “7 motivos para sua empresa usar um software de Gestão Orçamentária” para que você saiba mais benefícios que podem impactar os resultados do seu negócio com o apoio da tecnologia.

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags:

Blog mais lidos