Blog, Gestão Empresarial

Como a governança corporativa afeta sua empresa?

Como a governança corporativa afeta sua empresa?

O assunto governança corporativa tem sido frequente nas discussões sobre a longevidade dos negócios — como uma forma de se destacar diante dos concorrentes. Esse debate acontece devido à percepção que as empresas adquirem de que precisam adaptar-se para garantir a sua existência no mercado.

Este é um desafio constante para as organizações e, neste contexto, há uma expectativa de como o mercado reconhece e tem dado importância às empresas que contam com práticas de governança corporativa e ainda àquelas que buscam adotar esse comportamento.

É essencial saber que, em um cenário no qual a pauta ESG está em alta, é natural que as adaptações afetem também os processos internos das organizações — independente do seu porte.

Mesmo que a discussão quanto à governança corporativa tenha surgido em empresas de grande porte e de capital aberto, suas premissas se estendem para os mais diversos tamanhos e segmentos. Por estar relacionada às práticas de gestão, adotar as práticas deixa de ser um diferencial, para se tornar indispensável.

Mas, afinal, o que é governança corporativa e o que o conceito significa para o mercado e a sociedade? Neste conteúdo, você entenderá um pouco sobre isso, além de quais são seus objetivos, os pilares no qual a prática se baseia e como ela está diretamente relacionada com a gestão do negócio. Acompanhe!

Software Alstrategy Fluxo

O que é governança corporativa

A governança corporativa pode ser definida como um sistema pelo qual as empresas e organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo o relacionamento entre alta gestão e outros órgãos. É o caso dos órgãos de fiscalização e controle e conselho de administração, por exemplo.

O conceito é do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, que definiu uma série de boas práticas para melhorar a confiabilidade de stakeholders importantes do negócio (acionistas, investidores, colaboradores, fornecedores, etc) na administração da empresa.

Para que serve a governança?

A governança vai além de estabelecer um relacionamento confiável entre a empresa e seus stakeholders. Ela determina algumas premissas para a rotina de trabalho e isso gera diversos benefícios para a gestão orçamentária e para os resultados financeiros. Abaixo, você confere algumas utilidades da governança e seus impactos no negócio.

Ajuda a minimizar riscos

A partir de processos mais claros, as possibilidades de erros são menores, já que a governança se baseia na transparência como pilar para todas as ações do negócio.

Dessa forma, há garantia de que os dados da gestão orçamentária são confiáveis, além de prevenir falhas no processo.

Atrai investidores

Empresas que apostam na governança corporativa brilham aos olhos do mercado, atraindo investidores para o negócio.

O reflexo disso é um relacionamento mais sólido com seus acionistas e assim novos investidores se sentem confortáveis para apostar na sua companhia — justamente pela responsabilidade corporativa.

Melhora a imagem da empresa

A governança pode ser avaliada como uma ferramenta para melhorar a imagem da empresa, uma vez que a prática promove valores corporativos importantes.

Ao prestar contas e estabelecer uma relação transparente com os envolvidos no negócio, a organização passa mais confiança ao mercado, resultando em novos clientes e colaboradores — e claro, mais investimento.

Fortalece o compliance

Enquanto o compliance diz respeito às obrigações das organizações, a governança desempenhará papel fundamental para fortalecer a sua prática, uma vez que o cumprimento às normas também diz respeito à área de governança.

A organização precisa estar alinhada com a lei para garantir que a sua reputação não seja afetada.

Quais os pilares da governança corporativa?

O IBGC definiu 4 pilares para direcionar as ações da governança, sendo eles:

  • Transparência: o relacionamento entre a organização e os demais envolvidos no negócio deve ser transparente, para contribuir com mais clareza no processo de tomada de decisão;
  • Equidade: um tratamento justo para todos, conforme as particularidades e necessidades de cada agente do negócio;
  • Prestação de contas: responsabilidade financeira, ou seja, prestação detalhada de todas as contas do negócio;
  • Responsabilidade corporativa: zelar pela gestão orçamentária e pela organização nas diversas esferas (ambiental, econômica, etc) a partir de práticas ESG

Como a governança se relaciona com a gestão?

Considerando que a transparência é um dos pilares fundamentais da governança, as ferramentas utilizadas nas suas atividades/setores são importantes para conduzir a empresa para os resultados esperados.

Ao adotar a governança corporativa e suas posturas, os gestores poderão tomar decisões com base em números confiáveis, que refletem a atual situação da gestão orçamentária.

Uma organização que zela pela segurança e confiabilidade dos seus dados irá impactar e observar resultados em diferentes esferas. Desde o relacionamento com os agentes envolvidos com a organização, até às novas oportunidades de investimento e novos negócios, assim compreende-se que a governança está diretamente relacionada à gestão e sua eficiência.

Gestão, governança corporativa e tecnologia

As necessidades da sociedade estão cada vez mais no centro de uma discussão inevitável para as empresas e seus negócios: a busca de um bom posicionamento no mercado, mas também de reconhecimento diante dos colaboradores e, por fim, consumidores.

A partir deste debate, aparecem as questões que refletem em novas demandas, como áreas de ESG e governança corporativa surgindo em médias e grandes empresas. Com isso, desenvolvem-se ferramentas e mecanismos para apoiar as organizações e tornar a prática e adaptação (às novas exigências) mais ágil.

Com a tecnologia em constante melhoria, apoiar-se em equipamentos e/ou programas digitais é uma maneira de adotar mudanças e ainda ser assertivo. Softwares de gestão orçamentária, por exemplo, possibilitam abrir mão de atividades manuais para deixar que a automação cuide e garanta a segurança dos números, como o Software Plano.

Conheça mais e saiba como a tecnologia pode dar suporte à sua gestão.

Software Alstrategy Plano

GOSTOU? COMPARTILHE ESTE ARTIGO!
Tags: Gestão Orçamentária, Governança Corporativa, Planejamento Orçamentário
2023 AllStrategy. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Fresh Lab - Inteligência em Marketing Digital