SAAS é o melhor investimento em 2017: Saiba por quê

SAAS é o melhor investimento em 2017: Saiba por quê
Publicado em 24/05/2017 - Atualizado em 17/09/2021 | Gestão

Recentemente, o mundo se apavorou com o ataque cibernético WannaCry, que infectou diversos computadores em vários países. Mais precisamente, no último 12 de maio, o vírus do tipo ransomware atacou um grande número de empresas, sequestrando dados e pedindo o resgate em bitcoins (moeda virtual).

Mais uma vez, a questão sobre a segurança de informações na internet fica em evidência, despertando uma série de incertezas nos usuários que necessitam armazenar informações e compartilhar dados confidenciais. O que todos desejam saber é: como se proteger desse tipo de ataque?

Por incrível que pareça, a tecnologia na nuvem é uma grande aliada para a segurança de dados. Apesar de despertar uma imensa desconfiança em pessoas e empresas, o armazenamento na nuvem e a tecnologia via SAAS (Software As A Service), proporcionam muito mais segurança que servidores internos. 

 

Entenda como funciona o SAAS

Enquanto muitas empresas armazenam seus arquivos em servidores internos e compartilham dados em uma rede local, necessitando de uma boa estrutura de TI para manter toda essa engrenagem, o SAAS realiza essa tarefa como um serviço. Isto é, todas as informações e arquivos da empresa são salvos em servidores externos, espalhados pelo mundo.

Por que é mais seguro? É simples: Quando os dados são armazenados na nuvem, os mesmos são criptografados e repartidos em diversas partes, espalhadas nos servidores externos. Isso dificulta e muito a ação de hackers, pois mesmo que acontecesse uma invasão e algum dado localizado, eles teriam que decodificar e juntar todas as partes em uma só novamente.

Além disso, o SAAS possibilita backup das informações em alta disponibilidade, o que minimiza a perda de dados que normalmente acontecem, não só por ataques cibernéticos, como também por falhas no hardware. Os usuários podem acessar seus dados de qualquer lugar com internet, sem precisar ficar restrito ao local do servidor interno. 

 

Os benefícios não param por aí

Não é à toa que especialistas estão considerando o SAAS como um dos melhores investimentos. Além da mobilidade e segurança que esta tecnologia proporciona, ela é muito mais barata para empresa.

Enquanto servidores internos necessitam de uma estrutura de TI eficiente para manter a segurança e o funcionamento da rede local, o SAAS é muito mais barato e seguro. Não tem gastos com infraestrutura, manutenção e custos com licença, além do espaço, que é infinitamente maior para o armazenamento de dados.

Mesmo que o computador seja infectado por esses vírus maliciosos, as informações continuarão seguras na nuvem e o gestor poderá acessar os dados sem o risco de perda de informações. As atualizações são frequentes e automáticas e a empresa não precisará se preocupar com a modernização de sistema.

Hoje em dia, até o planejamento orçamentário está sendo realizado via SAAS. Os benefícios da tecnologia na nuvem são tão grandes, que muitas empresas estão desenvolvendo o orçamento empresarial em software de gestão orçamentária, que possuem funcionalidades especificas em controladoria, para tornar o processo orçamentário muito mais seguro e eficiente, e com um excelente custo-benefício para as companhias dos mais diversos segmentos.

Leia Também

Planejamento orçamentário: 4 metodologias para aplicar em 2022

26/10/2021

Planejamento orçamentário: 4 metodologias para aplicar em 2022

O planejamento orçamentário é determinante para o futuro das empresas que, com a chegada do fim do ano, utilizam esse período para organizar os próximos passos. [Leia mais]

A importância dos relatórios gerenciais para empresas de capital aberto

05/10/2021

A importância dos relatórios gerenciais para empresas de capital aberto

Todas as empresas de capital aberto devem apresentar relatórios gerenciais em períodos trimestral e anual. Essa exigência torna os resultados mais transparentes e acessíveis, além de prevenir ações fraudulentas na bolsa. [Leia mais]

O que as métricas ESG têm a ver com o orçamento empresarial?

14/09/2021

O que as métricas ESG têm a ver com o orçamento empresarial?

As métricas ESG consideram outras iniciativas, além das tradicionais, como parâmetro de gestão de empresas. É o caso de políticas para cargos com remuneração condizente, ética e transparência na gestão orçamentária, além de questões ambientais - como emissão de gases poluentes e gestão de resíduos, por exemplo. [Leia mais]

Sobre a Allstrategy

A AllStrategy possui uma vasta experiência em transformar a gestão orçamentária de diversas empresas. No blog, reunimos o melhor conteúdo, com artigos exclusivos, que farão parte do seu dia a dia.